sexta-feira, março 24, 2006

Riso

Por vezes não me consigo controlar e desato a rir, uma piada antiga, uma piada nova, um gesto, uma visão e fico com espasmos musculares no rosto que não consigo controlar. Rio-me porque as pessoas são toscas, porque eu sou tosco, porque vejo as pessoas tomar opções estúpidas mesmo sabendo que o fazem e lamentarem-se depois, e enquanto antes isso me revoltava e me dava vontade de desatar a praguejar agora rio-me porque uma úlcera muda a vida das pessoas.

Ontem ri-me de algo que eu disse, hoje ri-me de algo que outra pessoa disse. O que interessa é rir por nós e pelos outros, porque chorar ninguém chora por mim. E se tiver que me lamentar depois, que seja de me rir e não de chorar por algo ou alguém que apenas se riu.

1 comentário:

fiui disse...

cada vez mais concordo contigo! Já a adotei,
"...E se tiver que me lamentar depois, que seja de me rir e não de chorar por algo ou alguém que apenas se riu."