sexta-feira, outubro 20, 2006

Rotina

Acordar às 7 da manhã ainda meio estremunhado depois de dormir 5 horas. Banho qualquer coisa para enganar a fome e começa um dia longo, bem longo. Aulas de Gestão, Análise, Betão… Dinâmica…

Nove horas e meia depois do início da primeira aula termina a última e nem uma hora depois já estou a trabalhar, durante 5 horas opressivas. Saio e já é outro dia.

Chego a casa meio morto depois de quase dormitar nos transportes e de mais de 16 horas fora dela. Mais qualquer coisa para enganar o estômago um vista de olhos à procura de um email que não chegou e cama.

É aqui que a mente não obedece ao corpo. Chovia lá fora. Gotas grossas contra os estores e os ferros da pequena grade da semi-varanda do quarto produzem um som ritmado e agradável. Penso que o que comporia o cenário sonoro seria um troar forte e longínquo, reflexo auditivo de um clarão que acontece lá fora e eu não vejo. Nem 5 segundos depois e ele acontece com que uma prenda para mim. Mas com tudo isto o meu cérebro recusa-se a desligar e fica activo afastando o sono enquanto o corpo pede é descanso.

Às 6:30 o despertador toca e começa um novo longo dia.

(isto foi de terça para quarta paesar de só hoje chegar aqui)

1 comentário:

Catarina disse...

Ai, a rotina, a rotina...
Tem q ir para aì a tia, para mudar um bocadinho da tua vida quotidiana... não é? :P Com os seus atrasos e corridas tresloucadas pela Av. de Roma :)
Força! Beijao *