segunda-feira, julho 02, 2007

Fui ao cinema

Como ultimamente não tenho tido tempo quase nenhum para me dedicar a ver tudo o que é imagem em sequência rápida projectada num grande ecrân, aproveitei e fui passar a tarde a duas salas com pouca gente.

Exame de manhã, filmes que não exijam grande pensamento à tarde. Esta é uma máxima importante… apontem.

Escolhas. Oceans 13 e Die Hard 4.0, por esta ordem.

O terceiro e o quarto filme das respectivas sagas. Que giro.

O primeiro foi mais ou menos, mais um enredo emaranhado de teias para atingir um roubo daqueles impossíveis. Digamos que já vi melhor… não fosse a quantidade enorme de bons actores por minutos de filme e seria um filme fraco, assim fica pelo mediano, um bom filme de Domingo à tarde (se bem que eu fui ao cinema ontem à tarde).
Ah… isto pode parecer uma beca abichanado, mas o Brad Pitt e o Matt Damon ficam bem em qualquer papel. Dois senhores actores.
E relativamente a este filme estamos conversados.

Depois o John, o gajo mais rijo do planeta e arredores, que faz parecer o rambo um mariquinhas e o terminator um gajo porreiro.
Sou um admirador dos primeiros Die Hard, considero-os daqueles filmes de acção que são mesmo bons, e ainda hoje vejo até ao fim sempre que os apanho na tv. Um polícia com mau feitio, com um humor do melhor, e que leva porrada à grande em todos os filmes. Com alguns dos melhores vilões que já vi aparecer por aí, malucos mas com grandes planos. Enfim… gosto muito.
Ora este filme não chega aos calcanhares do assalto ao arranha-céus mas também não é tão mau como eu esperava depois de ver o trailer. Claro que os cenários de guerra civil eram completamente desnecessários, porque um jacto a trás do John é esticar a corda, no primeiro ele não saiu do prédio e mesmo assim é genial. Oh well… A verdade é que num daqueles dias em que pensar não é boa ideia é um filme bastante aceitável para se ver, e o John continua a ser o mesmo filho da puta com que ninguém faz farinha, o humor está lá, o gajo nem parece que está mais velho. Não fosse o tal esticar de corda e este podia ser tão bom como os outros, mas realmente não é fácil fazer filmes daquele calibre.

E pronto. É isto. Vão ao cinema.

1 comentário:

100 Sentidos disse...

Sim, o comentário ao Matt Damon e ao Brad Pitt é abichanado mas pleno de razão!