quarta-feira, agosto 25, 2010

Ora já que vamos neste sentido...


Da última vez que visitei a minha terra natal e passei mais algum tempo em frente à televisão deparei-me com uma reportagem sobre algo que também anda na moda, as pulseira power balance.
Fiquei a saber que estava na moda ter uma pulseira que se pode obter em várias cores e que supostamente melhora o equilíbrio. Os desportistas estão a aderir em força, e parece que o surf é dos desportos onde a coisa de plástico mais vingou. Até o Cristiano Ronaldo tem uma, sendo que é o único que consigo perceber que a use com a convicção de que o pode ajudar, com a vida dele acho que qualquer coisa que possa trazer equilíbrio é bem vinda, mesmo que seja uma tontice.

Ora a pulseira pode ter o nome que quiser, mas que não melhora o equilíbrio é garantido. Porquê? Porque é uma pulseira de plástico fod@-se. Dêem-lhe as voltas que quiserem, mas uma pulseira de plástico não ajuda a porem-se de pé numa prancha mais facilmente.
Ah, mas os senhores que foram ao programa da sic durante a tarde disseram que havia um holograma na pulseira que estava programado para... PÁRA TUDO.
Em primeiro lugar os senhores estão a querer vender uma banda de silicone por 35€, por isso, alguma coisa têm que inventar.
Segundo, um holograma não se pode programar, não é um circuito, alguém que saiba remotamente o que é um holograma sabe que quanto muito o holograma contém informação, mas nunca será uma base activa para nada, de uma forma básica um holograma é como se fosse uma foto. MAIS NADA. Não vou secar quem lê este blog com teoria de holografia, mas basta fazer uma pesquisa rápida na Internet para se perceber que um holograma não pode influenciar em nada, seja quem for.

Eu acredito que quem a use se sinta mais equilibrado, assim como quem toma um comprimido de açúcar a pensar que é um analgésico poderosíssimo fica sem dores, o efeito placebo está mais do que bem documentado. Basta ver com atenção os teste que eles aplicam em quem compra para provar que funcionam, pedem às pessoas para abrirem os braços e levantarem uma perna, depois aplicam força num braço para a pessoa se desequilibrar. De seguida com a pulseira repetem o processo, as pessoas normalmente equilibram-se melhor... está provado. ERRADO. Não está nada provado, e quem dá 35€ por aquilo por alguma razão que não seja estética é completa e totalmente estúpido.


Prove me wrong.

2 comentários:

Ana 100 Sentidos disse...

Completamente de acordo!

Catarina disse...

Ora bem, eu por acaso comprei uma este Verão, mas foi só pq arranjei mais barato (e não, não é da cadonga). Até agora não senti diferença nenhuma e sei perfeitamente que o efeito placebo é a coisa mais provável de acontecer nestas situações, vista a minha profissão. Mas também sei que se uma pessoa se sente bem de uma maneira, é a melhor coisa que pode haver para a sua saúde (sem falando de coisas mais graves, claro, como por exemplo drogas e que tais), porque tem que se ouvir o próprio corpo e, neste caso, a própria mente. Portanto, para quem diz que realmente sente diferença, acredito que a defendam, porque se sentem bem com ela (ou pelo menos acham que sim); se isso faz com que a pessoa esteja mais tranquila, mais equilibrada ou seja o que for, então pois que venha.

P.S.: Supostamente não é só para o equilibrio, porque também há quem tenha começado a dormir melhor depois de a usar e tenha sentido outros efeitos.